sexta-feira, 24 de junho de 2011

Misantropia

Apatia Sofá

O telefone toca repetidas vezes até se silenciar. Do sofá surrado no meio da sala, eu observo o aparelho e me recuso atender a nossa série de toques que se inicia. A bateria do celular descarregou “por descuido”, pelo menos essa é a minha versão da história.


A verdade é que hoje eu acordei decidido a não ver ninguém e não escutar uma única voz, vontade insana de ficar larga no sofá, olhando as manchas que o tempo fez no teto da sala. Eventualmente, me levantando para pegar uma água ou um café, o restante do tempo eu dedico a um livro e ao tédio e a um volume.


Alguém toca na campainha e bate à porta, eu simplesmente finjo que não estou e escuto com prazer os passos da pessoa se afastando. Ah solidão, algumas vezes és a melhor companhia que um homem pode ter!

9 comentários:

Belos e Malvados disse...

Leo, onde assina?

Leonardo Xavier disse...

Pode deixar que eu ponho seu nome na lista vip da Sociedade Secreta dos Misantropos, onde as reuniões nunca acontecem.

S. disse...

ah, como eu entendo...

Anônimo disse...

Faz um tempo que não me sinto assim... aliás... sinto até falta desse jeito...

Cara... estou com sérios problemas para comentar em blogs... não sei porque... só dá para comentar como anônimo.

Abraço do Felipe... o "Miro"...

Letras Saltitando disse...

EU CONCORDO PLENAMENTE!!!!!!!!!!!!

Leonardo Xavier disse...

Miro, pode ter certeza que eu tenho me sentindo muito assim ultimamente, mas quando passar não sei se vou sentir falta. kkk.

ps: estranho, por enquanto o meu perfil está funcionando normal quanto a esse aspecto.

Lais Castro disse...

Eu curta as minhas solidões, de vez em quando! Eu gosto!

Cℓαudïαnє ou Ane de Tal disse...

Ulll template novo ficou ooomaximo!!
E sobre a solidão.. todos precisamos ter um tempo para ela! Concordo muito com isso tudo!

Anônimo disse...

pa acho que o problema é quando tu ate convives com amigos mas sentes solidão na mesma. Quando acreditas numa cena que achas que ninguem entende e se tentas explicar nao ouves uma resposta conveniente e isso ainda te irrita mais. Quando olhas pra ti e para os outros e nao ves muitas cenas similares...é como se te sentisses de parte mas aparentemente nao estas pois convives com amigos, se for preciso dizem-te que es um tipo normalissimo, quando te consideras com caracteristicas da tua personalidade que marcam a diferença...mas quase nao falas delas, como se fossem intimas..