domingo, 27 de março de 2011

A barba

Billy Gibbons Barba
- Hay gillete, soy contra! ( Trilha Sonora para o post )

O ato de fazer a barba pela primeira vez é um daqueles atos que costumam indicar a um jovem o peso da idade chegando e uma das transições para idade adulta. Então alguns passam a adotar a barba, outros ficam com o meio termo dos bigodes, barbichas e cavanhaques e por existem aqueles que resolvem adotar a cara lisa. Igualmente plural é o ponto de vista feminino, há aquelas que querem um companheiro de revolução para chamar de seu enquanto outras preferem uma carinha de bebê.


Um fato que poucos possuem consciência é que aqueles que optam pelo visual barbado, tem que enfrentar diversos inimigos como os malditos imperialistas Yankees fabricantes de loção pós barba, fabricantes de lâminas de barbear, etc. No entanto, o maior deles é a figura materna.


Sim, caro leitor! Basta aparecer na frente de sua digníssima genitora para que ocorra uma revista das tropas. Ah, as mães! Elas conseguem perceber tudo: se você emagreceu ou engordou, se está se alimentando direito ou mesmo se você tem feito exercícios. Nada escapa aos olhos atentos de uma mãe atenciosa e uma vez que a sua barba tenha sido detectada a ofensiva começa.


Como todas as ofensivas, o ataque materno se dá em etapas. Inicialmente na forma de perguntas: “Você esqueceu de fazer a barba?”. Passando num segundo estágio ao apelo emocional: “Mas você fica tão bonitinho de barba feita!”. Passando por fim a crítica direta ao seu visual inspirado no Hagar, O Terrível: ”É tão feia essa barba! Dá um aspecto de sujo”.


E todo mundo como já sabe poucas são as criaturas capazes de resistir aos apelos maternos e sua característica perseverança e la revolucion perde mais um membro.

9 comentários:

Belos e Malvados disse...

Vou mostrar este texto para meu filho, aposto como ele vai concordar com você, embora a barba não seja o problema. Nosso papo é mais ou menos assim:
- Esse cabelo tá é grande meu filho!!!
Ele:
- Mas eu cortei ONTEM, mãe.

Leonardo Xavier disse...

Anne, eu acho que todo filho já deve ter passado por isso, kkkkk!

Leandro Luz disse...

Barba, cabelo, roupas velhas...
As mães vão reclamar de tudo isso SEMPRE.
Mas o que realmente importa é se sentir bem.

o/

Leonardo Xavier disse...

É bem por aí Leandro! ^^

Marina disse...

Acho que tenho dom para figura materna. Sou a primeira a reclamar de barba.

Ricardo Chicuta. disse...

Rapá,minha mãe nem me olha direito.Quanto mais ver se estou gordo ou magro.
Eu tive um cavanhaque,me chamavam de Glomer,aquele "bicho" do desenho da Punky.

Leonardo Xavier disse...

Chicuta, realmente deve ter fica uma figura bizarra para o pessoal te chamar de Glomer. kkkk!

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Um dia terei dreads na barba também... um dia

Leonardo Xavier disse...

kkkk, Dreads na barba eu acho que já não topava. Queria ter coragem de deixar crescer até ficar igual ao Billy Gibbons, kkkk!