sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Talvez você esteja vendo televisão demais...

TV Televisão Retro


Algumas vezes eu penso que a versão romântica dos relacionamentos amorosos me parece ser uma das piores patologias da sociedade moderna. Sim, algumas vezes me parece meio doentia essa visão da felicidade plena esteja vinculada ao encontro da pessoa perfeita. Por mais romântico que você seja, temos de convir que isso possui duas falhas muito grandes: condicionar a nossa felicidade a outra pessoa e depender de algo ideal para ser feliz.


A imagem de que nós somos todos seres patéticos, miseráveis e infelizes procurando desesperadamente o amor como um náufrago procura uma tábua de salvação me parece, meio furada. Hum, pensando bem talvez até existam pessoas que vivam desse jeito, mas não creio que sejam bons exemplos. Enfim, será que delegar essa responsabilidade ao outro não é pedir demais? Colocar muito peso nas costas de um ser humano? Eu acho que basta se imaginar na situação de tábua de salvação alheia para imaginar o quanto essa é uma situação ruim. E daí para a frustração, minha senhora, é um pulo!


Naufragio

-Se é assim que você enxerga a vida quando está solteiro, a coisa está feia para o teu lado!


Quanto ao segundo, problema eu acho que é meio óbvio, pois tudo aquilo que é ideal só existe em planos abstratos. Na vida real, tudo tem um preço a ser pago. Toda pessoa tem lá as suas pequenas maniazinhas irritantes, acorda com a cara amassada, etc. Além do que ser a pessoa perfeitinha deve ser algo insuportável, eu mesmo nunca teria a menos paciência para bancar o príncipe encantado, dá para ver pelo Shrek que é muito mais divertido ser o ogro e viver no pântano do que ser príncipe encantado.


Ogro Príncipe encantado

- Eu acho que isso é o mais perto que eu consigo chegar nas minhas tentativas de bancar o príncipe encantado!

E aí? Sou só eu, ou os caros leitores também acham que as pessoas andam lendo muito romance e assistindo novela demais?

12 comentários:

Luciana disse...

Ta rolando muito romance nos livros,filmes,novelas sim e sabia que eu pensava como você?
A vida tem me mostrado que as vezes se importar menos com títulos e medos pode nos fazer mais feliz.(a mim pelo menos tem feito)E isso me fazendo mal ou não amanhã,não to preocupada hoje.Quero sonhar,viver meu próprio filme de comédia romântica e rir muuuuuuuuuito nele.

Beijos apaixonados

Belos e Malvados disse...

Eu acho, sinceramente, que todo mundo nasce completo. Essa coisa de buscar no outro aquilo que lhe falta é a maior furada. Mas também acho que é muito chato ficar só (a não ser quando a companhia não valha realmente a pena). Isso faz algum sentido????

Leonardo Xavier disse...

Lu, e aí? o que fez você mudar de idéia? kkkk

Anne, eu acho que é bom por aí e eu acho que faz todo o sentido.

Nick Pink disse...

O engraçado é que hoje em dia as pessoas estão tão independentes e tão carentes ao mesmo tempo! Há esse lado da libertinagem, ninguém mais quer se comprometer com ninguém, e ao mesmo tempo a ilusão de que existe uma alma gêmea sua voando por aí ainda permanece intacta na sociedade. Esse sim é um paradoxo que eu não consigo entender!
Eu já fui uma romântica patética, dessas que você descreveu, que acredita em amor à primeira vista e que a felicidade dependa exclusivamente da cara-metade. Hoje eu costumo dizer que sou uma romântica realista. Acredito no amor, acredito que existam pessoas com essa sintonia, e acho lindo, mas também acredito que a nossa felicidade é algo que depende de nós, e só de nós! As pessoas podem contribuir pra isso, podemos dividir coisas com elas, podemos até nos apoiar nelas, mas não podemos sufocá-las achando que nossa fonte de alegria está contida nelas.
Ui, me empolguei! rs

Enfim, ótimo texto! E a propósito, eu adoro o Shrek, é a sátira mais bem feita dos contos de fadas!

Abraços!

http://vivereler.blogspot.com/

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Pois é... por mais que esse movimento burguês seja contagiante é sempre mais interessante deixar o romantismo de lado e ser realista como o Shrek....

S. disse...

querido, me fudi na vida. culpa de quem? sabrina, júlia e bianca. saca? aqueles romances baratos de banca de revista? pois é.
sem comentários.
beijos

Leonardo Xavier disse...

Srta Nick Pink, eu tenho um amigo que diz a mesma coisa sobre essa questão das pessoas serem muito carentes hoje em dia, mas eu sinto que maioria delas ao mesmo tempo tenta manter uma pose blasé de quem não se importa com as pessoas que eu acho contraditória.

Miro, e aí como será que se sai essa geração educada pelo Shrek? Será que eles se saem melhores? É esperar para ver.

Cara S., tá vendo como esses romances açucarados podem ser prejudiciais!kkk!

Pequeno Grande Mundo disse...

N precisa ser perfeito, nem passar por perto disso... Mas tb n precisa exagerar nos defeitos... kkkkkkkkkkkk

Sara Gwe. disse...

Vc está coberto de razão, Leonardo! A idealização do amor é o nosso mal... o amor tem que ser predestinado, ensaiado, divertido, louco, imprevisível! Uiuiui!

Se naum for assim, restam as úlceras e os suspiros.

Triste não?

Afinal de contas, quem tem saco pra viver toda essa virada de comédia romântica? :P

Beijo grande,

Sara

Marina disse...

Eu gosto da solteirice. Quando não vira solidão, é até bem divertida. Parei de ver novela faz tempo. Viver com os pés no chão tem suas vantagens.

Ricardo Chicuta. disse...

Me incomoda pra caralho a idéia de que para ser feliz preciso ser um homem de comercial de doriana.
Falou tudo,procurar desesperadamente uma coisa que não se pode alcançar,como a perfeição,é frustrante.Eu já desisti faz tempo.

M.W. (@daconito) disse...

S. disse... "querido, me fudi na vida. culpa de quem? sabrina, júlia e bianca. saca? aqueles romances baratos de banca de revista? pois é.
sem comentários."

hauhauahuahuahau Ri muito!

Acho q tinha essa visão do amor até meus 10 anos.
Quando comecei a namorar e vi que era um porre ter q suportar certas coisas. Depois disso fiquei mais realista. Gosto de solidão, carência bate de vez enquando, mas é só lembrar como é um saco ter q aturar alguém, que logo a carência passa. =)