segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Tédio e solidão...


Em alguns momentos da vida parece que a solidão surge como uma necessidade do espírito. Apossasse de mim uma vontade de se isolar e permanecer em silêncio. Vontade de não sair as ruas e dedicar-me a vagar pelos cômodos da casa vazia e por fim me sentar no sofá com uma de café e um livro nas mãos. Senta-me entretido a sentir o cheiro do café e sorver lentamente os goles enquanto leio tranquilamente aquele volume.


Tudo isso, enquanto deixo que os caracteres lentamente formem imagens na minha mente e deixar que essas imagens se misturem ao aroma de café que sobe junto com o vapor da caneca. Deixar tudo de lado e me distraio a observar a sala em que estou habituado a circular com certa estranheza, prestando atenção nos detalhes que rotineiramente me passam despercebidos: as pequenas imperfeições na pintura da parede, o padrões na cerâmica e no forro do sofá.


Chego a sentir inveja das pessoas solitárias que não dividem sua rotina com ninguém, podem usufruir desses momentos dedicados ao ócio e ao tédio sem ser interrompido por uma conversa casual e fútil. Sentir o tédio em cada respiração, cada detalhe novo percebido, na cortina flamulando, no modo com a luz projeta sombras na parede oposta à janela. Sensação de solidão e tédio que nesses momentos me parecem fazer bem à alma.

18 comentários:

Julie Way disse...

Parece triste, mas eu também invejo pessoas que podem se dar a esse luxo. Simplesmente parar, sem ter que dar explicações para ninguém, só... Parar. Mas também é duro pensar que essas mesmas pessoas podem não ter também ninguém ao lado quando simplesmente não estão com vontade de ficarem sozinhas...

"Você abriria mão de suas mãos para voar? Os pássaros fizeram isso..."

Belos e Malvados disse...

Tenho dessas também. Só tomo cuidado para não virar angústia.

M.W. (@daconito) disse...

Pode ficar com inveja pq é ótemo!
Brincadeira.
Lembra "duas moedas", tudo tem seu lado bom e ruim.
E as vezes, vc se acostuma tanto a ficar sozinho q passar um fds dividindo a casa com alguém é insuportável, o que já aconteceu comigo.

A grama do vizinho é sempre mais verde né, mas nesse caso cuidar da grama sozinha não é mole não!

=*

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Cara... as férias mal começaram e você já está nessa deprê???

Sai dessa vibe rapaz!

Nick disse...

O que me trouxe até aqui foi o título criativo do blog e dou de cara com postagens criativas e vou ficar por aqui.
As vezes dá vontade de virar eremita urbano, se isolar de tudo e todos, mas acho que como tudo na vida, cansa.

Leonardo Xavier disse...

Julie, realmente tem esses momentos que a gente não quer ficar sozinho, mas acaba ficando.

Mônica, a grama sempre é mais verde no quintal do vizinho!kkkk!

Miro, eu acho que eu fui um mau garoto, sem férias para mim até fevereiro.

Nick, eu tenho uma teoria parecida com isso. Eu acho que fazer qualquer coisa por pelo menos oito horas por dia torna isso chato! kkkk!

Daniela Ramalho disse...

Por acaso tenho-me sentido muito com essa necessidade de ficar sozinha a tomar um chá e ver televisão ou mesmo ler um livro para poder abstrair a cabeça das coisas do dia a dia.

Andrea Papadimitrius Catsori disse...

Ah,a sede do silêncio, a alegria da solidão, o cheiro do parado.
O poder sentir o tempo passar e ele ser só seu.
Isso para mim se chama meditação.
Um ato necessário e saudável.

M.W. (@daconito) disse...

Cheguei de viagem cheia de roupa pra lavar, casa(mesmo q pequena) pra limpar. Sem nada pra comer, ainda ter q criar animo pra sair e comprar algo.
Tá com inveja?
hauhauhau
Feliz ano novo XX! E paraaa de bad.

Borboletas nos Olhos disse...

Querido, queridíssimo,
sempre passo aqui em silêncio, mas como você me provocou no blog da S. eu devo dizer que é uma longa explanação essa sobre a guerrilha e é melhor marcarmos uma cerveja...aparece lá pela S. e a gente te conta tudo. Bjs

lucianasabbag disse...

Estar sozinho uma vez ou outra é bom. Mas a solidão dói. Muito. :*

Leonardo Xavier disse...

Lu, Eu acho que quando a gente tem uma solidão ativa até que a solidão não dói tanto assim.

Marina disse...

Solidão é bom às vezes. Sempre, dói. Prefiro poder escapar quando quiser a não ter ninguém quando precisar.

Pequeno Grande Mundo disse...

E quem mora sozinho às vezes sente inveja de quem n mora... Assim segue a vida...

Thainá disse...

Tem razão! ficar sozinho de vez em quando é ótimo!
Morar sozinho deve ser bom também por podermos receber visitas a qualquer hora, em qualquer situação.

Anônimo disse...

no momento, to muito so. meu marido tem outra ,chego a ter ancia de vomito, de tao mal que estou. nao tenho vontade de nada , so de chorar e as vezes tenho muita raiva dele. fiz tudo por ele . sou honesta demais .ele sempre me traiu quando tinha oportunidade. temoos um filho de 5 anos.

Anônimo disse...

desculpe,nao seria esse o assunto.

Leonardo Xavier disse...

Cara leitora anônima, eu acho que nesse ponto você tem razão. Solidão a dois é muito mais complicado e muito mais triste. Eu acho que o único conselho que eu te daria é não se ver como um pessoa sozinha, mas como uma pessoa que tem um filho e tentar ver um companheiro nessa pessoa pequenina.

abraços e espero que você consiga superar essa dor.