sábado, 25 de setembro de 2010

Causa e efeito

Causa e Efeito


Sinceramente, o comportamento feminino é algo que me fascina. Nada melhor do que nesse “big brother” da vida do prestar atenção nos detalhes de como elas se comportam diferente dos marmanjos no que tange os pequenos detalhes. Talvez um dos que me chame mais atenção seja o fato de que para as mulheres tudo seja regido pelo princípio da causa e efeito.


Nada para as mulheres é somente aquilo que realmente é há sempre uma conspiração atrás de cada comentário e de cada elogio. Um comentário para uma moça nunca é um simples comentário, há sempre uma investigação digna do famoso detetive criado por Sir Artur Connan Doyle para procurar por detalhes nas entrelinhas que muitas vezes nem existem.


E não se engane, meu caro amigo! Aquele visual básico e aparentemente desleixado foi programado milimetricamente para passar aquela imagem. Nada nas mulheres é não intencional. O modo como uma mulher age é sempre baseado em causa e efeito, há sempre uma razão e um porquê. Sabe aquela cor de esmalte escolhida na sexta-feira, provavelmente já foi escolhida pensando nos ”modelitos” que serão utilizados durante o fim de semana, de acordo com as intenções.


Alguém não atendeu ao telefone? Um marmanjo simplesmente pensaria que a pessoa não escutou o telefone. Ah mas as mulheres... Elas enumerariam todos os desastres possíveis e até impossíveis em alguns poucos minutos: assalto, assassinato, abdução e quem sabe até um ataque de uma horda de zumbis sucedido por holocausto nuclear.


E elas levam a causa e o efeito às últimas conseqüências: a observação dos detalhes. Ai do sujeito que, estranhamente, resolve chegar um pouco mais arrumado e com a barba bem feita no trabalho pois com toda certeza as amigas já começam a confabular a respeito de quem é ou será a próxima vítima. “Reparou no fulano, todo arrumado desse jeito em plena quarta-feira” diria uma, enquanto a outra retruca “Eu acho que ele está de perfume novo ”, “Muito suspeito”, diriam ambas com o veredicto já formado: fulano está de amor novo. Enquanto nós,marmanjos, mal conseguimos perceber que elas apararam as pontas do cabelo, ou que mudaram a cor do cabelo do castanho claro para o loiro escuro...

14 comentários:

Lila disse...

Discordo. Nem todas as mulheres são assim, só as mais inseguras. Eu acho que esse lance de todo comportamento feminino é milimetricamente calculado é conversa, principalmente porque vcs homens preferem acreditar que as mulheres são seres estranhos a acreditar que existem mulheres que não estão muito aí pra o que pode "resultar" de um ato casual.
Mesmo assim, amo muito esse esforço masculino em nos entender. Talvez seja por isso que eu estou em baixa no mercado, pois não me classifico muito nesse perfil.

Borboletas nos Olhos disse...

Eu estou preocupadíssima com o tipo de mulher que você anda conhecendo...se um homem com quem convivo tiver usado barba por anos e chegar sem ela eu provavelmente vou passar horas indiferente a isso e, depois, inocentemente, perguntar: tu tá de blusa nova? E eu só tenho uma bolsa e duas sandálias, imagina se vou perder meu tempo combinando esmalte com o que quer que seja. Mas estou dizendo bobices, a Lila aí em cima já fez um bom resumo. Bjs borboletantes

Camila disse...

Já que é pra discordar, vou aqui discordando das duas moças que discordam acima e discordo também de você. rs
Não há toooooooda essa neurose. Mas, sim, meu visual desleixado, muitas vezes foi programado para parecer como tal e se eu vou sair a noite já começo a pensar no meio da tarde o que vou vestir, minha mãe mesmo começa a fazer o almoço logo depois do café da manhã. Sim, se o rapaz mudar alguma coisa, uma aparadinha no cabelo, um perfume diferente, eu perceberei apesar de que não ficarei especulando tanto os motivos.
Quanto ao esmalte. Tá out combinar a cor do esmalte com a da roupa, tá? kkkkk Mas eu, consumidora voraz de esmaltes, penso na cor para o fim de semana, porém, a cor depende do meu estado de espírito. Exemplo: Normalmente faço provas de concurso com um esmalte bem vermelho. O vermelho me dá a sensação de mais poder e passa vibração. Se eu tô mais tranquila pinto com uma cor clarinha.... enfim...
Adorei o post! Super divertido!

Pequeno Grande Mundo disse...

Num é bem assim n Sassá! Tem a questão da causa e efeito sim, acho até q conversamos sobre isso dia desses (pensei naquele dia: Bruna n atendeu o telefone, pq será? será q foi assaltadada ou ela ta atravessando a ponte, ou n ouviu - o q tb é a causa p n ter atendido o tel - foi exatamente nessa hora q falamos sobre isso, né?!), mas essa coisa de q o q a gente faz é pensando no efeito n é assim n... A gente procura saber o q tal coisa causou o fato, mas n calcular os efeitos do esmalte ou das pulseiras q coloco, isso nem me passa pela cabeça p falar a verdade...

Daniela Ramalho disse...

Ah, eu também costumo pensar muito sobre a roupa que vou usar no dia seguinte e os brincos que combinam com ela :P mas regra geral ando de uma forma muito casual durante o dia. Mas quando tenho jantares de gala passo horas e meses a procurar um vestidos e uns sapatos que combinem :D e nem acho que seja uma mulher muito vaidosa.
Só não combino a cor da roupa com o verniz (esmalte parece-me o correspondente em brasileiro :P ), mas também só uso três cores :D tenho a mania de usar sempre o mesmo tipo de cores, portanto combina sempre tudo.
Mas acho que os homens nunca vão conseguir compreender totalmente as mulheres.

Lais Castro disse...

Oi Leonardo, aqui estou eu de volta à nossa cidade e às visitas aos blogs dos amigos. Adorei essas suas considerações sobre as mulheres e concordo com vc que para muitas mulheres se enquadra perfeitamente, mas tem sempre as excessões, é bom não esquecer... Dei boas risadas lendo seu texto!

Mônica Wesley disse...

Mulheres são doidas, e é essa a graça. =P Brinks!

Hoje fui na padaria e recebi do nada um elogio: "Vc tem uma beleza peculiar..."(Agradeci, morri de vergonha e sai de fininho...)
Logo pensei, que educado, que finooo... melhor que: gostosaaa... ou coisa parecida.
Mas depois analisando o significado da palavra peculiar, posso interpretar de várias formas.
Talvez as mulheres perdessem essa fama de viver interpretando as coisas, se os homens fossem, menos sucintos, ou se parassem de achar que as mulheres são paranormais e adivinham o que vcs querem dizer.

Quanto a detalhes, vão além de esmalte, pulseiras, etc.... Coisas que AS VEZES me preocupo... As mulheres ganham dos homens por valorizar os detalhes.

Quer algo rápido peça para um homem, quer algo perfeito, peça para uma mulher.

=*

Rafaela disse...

Vc tá no meio do caminho, quase chegou lá. A ideia e mais ou menos essa mesmo.

Rachel Chagas disse...

Gente, olhando assim, parece até que somos doidas!

Tá certo que tem mulher meio psicótica mesmo, mas no todo, concordo com o comentário da Camila... a gente não tem toda essa neurose, mas tem uns dias que é bom programar as coisas milimétricamente, sim!

PS: comentário pessoal, no dia em que me programei de forma milimétrica e, saí de camiseta básica, all star, saia e rimel, nada mais, ao lado de mais cinco colegas na beca (salto, escova, esmalte... blá, blá, blá)... foi o dia em que fiz mais sucesso e beijei uma das melhores bocas que já havia beijado na minha vida... um sonho! Agora me diz, quem entende?

Beijão!

Ricardo Chicuta. disse...

Cara,estou com um texto prontinho sobre isso.O modo que as mulheres interpretam cada palavra dita por nós.Muito bom e é tudo verdade.Elas não admitem,mas é.

Belos e Malvados disse...

Não me enquadro muito nisso não porque sou muito preguiçosa para ser detalhista e minuciosa. Mas sou boa nas teorias de conspiração = totalmente neurótica.
Ah, tem resposta para você lá no Belos. Um beijo.

Leonardo Xavier disse...

Sinceramente, me diverti bastante com os comentários. Eu acho até que foram melhores do que o texto. É lógico que eu sei que há exceções aos comportamentos, os seres humanos parecem ser complexos demais para que se crie qualquer lei universal de comportamento, as mulheres com certeza são mais complexas ainda. Eu achei interessantíssimo as gradações de identidade com o post e talvez a cereja do bolo tenha sido a outra opinião masculina, no caso a do Chicuta.

Marina disse...

Ainda bem que as mulheres que comentam aqui são diferentes da que você descreveu no texto. E, se essa for mesmo a regra, creio que conheço mais exceções que regras.

Movimentos milimetricamente programados? Nossa, deu até preguiça.

Filipe disse...

Elas podem negar tudo o que está no texto, mas está no DNA das mulheres de criar tempestades em copos d' água e interpretar qualquer cena a favor do pensamento delas. Nem que para isto seja necessário começar uma discussão por tão pouco.

Não que no lado dos homens seja tudo perfeito ou mude muita coisa, mas ELAS são mais complexas e ELES mais práticos. Talvez, este seja um dos ingredientes que os une ou afasta-os de uma vez.

Claro, o que falei não serve para 100% das pessoas até pq toda regra tem a sua exceção.