domingo, 13 de junho de 2010

Um Homem e seu violão...


Naquela tarde, ele se sentia bastante entediado, a verdade é que não havia bem um motivo para isso, talvez fosse só o silêncio da casa vazia. A verdade é que ele parece viver num ritmo diferente do resto das pessoas da casa. Enquanto todos procuravam manter uma vida social ativa, ele sempre fora daquelas pessoas que vivem internamente. Ele conseguia passar horas simplesmente lendo livros, ou simplesmente refletindo a respeito de alguma idéia.

Aquela tarde, porém era diferente, parece que brotava nele um sentimento de inquietação uma dificuldade permanecer ali naquele seu pequeno templo de silêncio a lendo, ou escrevendo alguma coisa. Surgiu a vontade de pegar o violão e dedilhar alguns acordes para ver se ao sentir a música saindo do instrumento de madeira e ressoando no seu corpo, entretanto as cordas do instrumento haviam arrebentado e ele ainda não tivera tempo de comprar cordas novas. Então ele soltou um impropério para si mesmo por ser essa criatura sem memória e displicente.

Tentou achar alguma música nos seus arquivos que compensasse a companhia do velho violão, mas parecia que tudo era barulho demais, até que ele lembrou-se de um velho disco do John Lee Hooker. E aquele álbum lhe veio à cabeça justamente por ser simplório era só um homem e seu violão, e parece que essa dupla foi tudo que ele precisava para sentir a paz interior voltar.

7 comentários:

- sáminina. disse...

bom, vamos lá pra explicação então! Na história de Alice há um trecho onde ela participa de um Chá Maluco... nesse chá, há um chapeleiro louco e alguns outros personagens animados. Coincidentemente, eles estão ali comemorando o desaniversário de todos eles (o desaniversário são todos os dias em que não se faz aniversário, me entende?)
Daí eles cantam animados a musica que eu postei pra você...
http://www.youtube.com/watch?v=9GbUH-_nlOE

tem a cena aí no youtube =)

Lais Castro disse...

Bela voz e violão, Leonardo!

Pequeno Grande Mundo disse...

Poxa me tocou! Queria ter essa paz interior, nunca consigui sabe?! Quem sabe um dia...

- sáminina. disse...

Como eu amo esses negros do blues!

Rafaella disse...

Como sempre arrebentando! bjs

Marina disse...

Adoro violão. Acho que deu pra perceber.
Beijos!

Leonardo Xavier disse...

Marina, deu para perceber sim! kkkkk!