segunda-feira, 21 de junho de 2010

Das Enfermidades

Enfermidade


Eu sei que acontece a toda gente, mas que bela maçada é estar enfermo. Doem-me os miolos, dói-me o corpo e cansa-me o juízo. Sinto os nervos hipersensíveis e até o espírito se torna irritadiço.


Ah, sensação estranha essa de quedar-se enfermo. Sensação desagradável de sentir-se incomodado por simplesmente existir. Parece que tudo me é nauseante nessas horas: os sons, os cheiros, a luz, a dor e sensação de estar febril. Sinto-me incomodado de estar preso à minha própria carcaça, essa máquina cuja vida útil é limitada pelos meus genes e pelos meus maus hábitos. Em verdade, sinto-me incomodado até por existir.


Tenho a sensação de ser um estranho em meu próprio corpo, como alguém que por ter passado muitos anos longe em uma longa viagem, se sente um estranho em seu próprio lar de tão pouco familiarizado que está com os parentes deixados para trás ao partir nesta aventura. E que sabor amargo esse de sentir-se estranho onde se deveria sentir em casa!


Talvez seja isso que mais me incomode ao sentir-me doente: essa sensação de falta de comunhão para consigo mesmo. E quanto ranço e amargor há nessa experiência de sentir-se estrangeiro no próprio corpo!

7 comentários:

- sáminina. disse...

kkkkkkkkkk opção numero dois! hahaha

Paula disse...

Hu! Tais bem, hein? Conversa com o estrangeiro habitando o seu corpo e diz que os incomodados é que devem se retirar! haha! =oP

Marina disse...

Adoecer é nunca se sentir satisfeito com nada. Se é dia de trabalho, é péssimo trabalhar com essa moleza. Se não é, reclama porque tinha que estar doente logo no feriado? Enfim...

Belos e Malvados disse...

É como se a alma estivesse em trânsito, né? Fique bem.

Mônica Wesley disse...

Tem um ET dentro de ti. Desconheço assuntos "ufo", mas sei q te faz escrever super bem. huauh

"Quando pudermos alterar quimicamente todos os traços indesejáveis da nossa personalidade, provavelmente perderemos a variedade que é o tempero da vida."

Deixa o ET quieto ai, vc e seus "eu's" escrevem muito bem sobre qualquer assunto. =*

Raquel disse...

Sabe q eu acho importante essas sensações... para q se possa perceber outras percepções dos sentidos ou/e valorizar os "estados de prazer"
[...] A racionalidade através do corpo, afinal é o que possuimos de nosso, me faz acreditar na limitação das palavras. Fico feliz que tenha entendido, não levado para o lado da agressão verbal. As pessoas às vezes precisam ser chacoalhadas, para um estado de conflito e consequente crescimento.

Lais Castro disse...

Rápida recuperação, amigo!