segunda-feira, 8 de março de 2010

Grades

Grades

Outro dia, eu estava lembrando, antes de morar na casa que eu moro hoje, ela já pertenceu a minha avó paterna e toda vez que eu me lembro de quando visitava a minha avó nas férias é que não havia grades na casa, e por incrível que pareça a porta que liga a sala ao varanda ainda era a mesma que de hoje, sendo feita de vidro e madeira. Ou seja, quando fechávamos a porta e a única coisa que tínhamos entre a casa e o quintal era um porta feita predominantemente de vidro e o impressionante disso tudo é que as pessoas se sentiam seguras, mesmo sem grades, cercas elétricas, muros altos e empresas de segurança privada.

E depois de lembrar- me de tudo isso, eu fico pensando em como as pessoas foram se isolando em seus pequenos Burgos, cada um construindo suas próprias fortalezas feudais, onde protegemos ou tentamos proteger nossos bens mais estimados, os nossos familiares. Mas a verdade é que do mesmo jeito que aconteciam com as fortalezas antigas, as pessoas continuam assustadas com medo de assaltantes.

E tudo isso parece um ciclo sem fim, as pessoas aumentam a segurança das suas casas, os criminosos arrumam novas metodologias para praticar os seus crimes e a impunidade segue aumentando o clima de insegurança. E eu acho que não adianta aumentar o tamanho dos nossos muros a as quantidades, enquanto as pessoas não acabarem com o problema que está lá fora, a criminalidade, todos vamos continuar nos sentindo inseguros. Entretanto, o pior não é a sensação de insegurança, mas essa sensação de que as coisas sempre foram assim e que assim tem que continuar. Eu acho que pela minha experiência de vida nem sempre foi assim e não precisa continuar sendo, não precisamos continuar vivendo escondidos e com medo.

9 comentários:

Fernanda disse...

até por que a impressão que dá é que os criminosos estão pelas ruas e nós presos.

Leonardo Xavier disse...

Fernanda do jeito que tu falasse eu lembrei de um música do Legião Urbana que tem uma parte que o Renato Russo canta: "Os Assinos estão livres, nós não estamos". Se eu bem me lembro é "O Teatro dos Vampiros"

Lah disse...

o fato é, a gente fica preso em casa para deixar os bandidos soltos por ai, la em casa até um tempo atras a unica coisa que dava "segurança" era uma cerca na frente da casa com porteiro eletronico, os muros não são tão altos (tanto q as "crianças" dos vizinhos pulam de vez em quando para pegar a bola q cai ou frutas)

depois de um acontecimento foi optado em aumentar a segurança, como?
colocando grades em todas as janelas baixas da casa, e eu adorava sentar na minha janela,
agora fico presa no meu quarto, ve se pode??

mas ao menos, posso dormir meio tranquila, muitas vezes com a jenela aberta, quando é calor.

mas como vc disse
a gente aumenta a segurança, mas quando eles querem entrar eles entram...

não tem jeito...

Sara Gwe. disse...

O que será que vem pela frente, Leonardo? Hoje são grades, portões, cercas elétricas, blindagem... no breve período de nossas infâncias até hoje todos estes recursos de segurança foram colocados em prática. O que será que virá após isto? Burgos mais fechados? Tenho medo. Medo do outro que deseja meus pequenos bens sem valor, medo daquele que desejo somente pilhar e estuprar e matar, medo do mal puro e materializado no ser humano que anda aí fora. Mas tenho mais medo ainda de viver ilhada, e ver meus amigos e parentes enjaulados, sem poder sequer admirar a rua sentados na janela...

Raquel Farias disse...

Acho que o mais ruim de um crime é a impunidade. Já fui assaltada, minha amiga também (várias vezes) ano passado e pior que a perca do bem material, foi o sentimento de impotência. É ruim ver que os bandidos estão a solta fazendo o que querem e você dinte de tudo isso sem poder fazer nada. Pois a polícia infelizmente ainda não está preparada como deveria. E realmente as coisas tem piorado muito e o engraçado que nós é que estamos sendo presos. Fora que ao invés de tomarem uma providênica nós acabamos sendo os culpados por estar andando em certos horários ou lugar. Do jeito que vai, seremos reféns de nossas próprias muralhas.

Rachel Chagas disse...

"As grades do condominio são pra trazer proteção, mas também trazem a dúvida se é voce que tá nessa prisão"...

Lais Castro disse...

Oi Leonardo, obrigada pelos votos de melhoras... espero estar bem logo, sim.
Ah... sobre as grades, eu lembro do tempo não muito remoto (década de 1980)em que ainda não vivíamos gradeados por todos os lados, os edifícios eram, por assim dizer,livres... e não lembro de muitos problemas de violência, não, naquela época... Foi a minha época de muitas baladas, e não tínhamos medo de voltar pra casa na madrugada. Bons tempos!

Jose mendes disse...

é nesse me vi obrigado a concordar. Oh Mundo cão que não me deixa sair sem medo.

Daniela Ramalho disse...

Hum... que estranho... Eu não conheço ninguém ninguém que tenha grades em casa, felizmente ainda podemos estar em casa com a porta destrancada e desde que mudei de casa que tenho apenas fechadura normal... as janelas podem ficar abertas à vontade... acho que não conseguiria viver numa casa onde tivesse de meter grades. Deve ser muito estranho viver assim :/