domingo, 27 de dezembro de 2009

Legalize, já ?


Legalização das drogas, eis um tema que eu nunca vejo ser discutido por aí. Os excelentíssimos leitores do blog, podem estar prestes a brandir seu protestos, mas eu espero que tenham calma enquanto eu explico.

A questão é realmente existem muitos textos que tratam da liberação ou descriminalização das drogas, em especial a maconha. Nesses textos as pessoas exibem seus argumentos favoráveis ou contra a descriminalização da maconha, dizem que a droga pode ser usada de maneira terapêutica, que faz menos mal que o tabaco, etc.

No entanto o que eu nunca leio nesses textos é como se daria uma eventual legalização das drogas. Sim, eu nunca vi ninguém discutir quais seriam os critérios adotados para escolher as eventuais drogas a serem liberadas. Nem tampouco como seria o acesso das pessoas a essas drogas. Seriam elas vendidas em qualquer birosca da esquina ou seriam vendidas somente em estabelecimentos específicos para isso? Como seria controlado? Seguiria o mesmo modelo falho de venda de cigarros e bebidas alcoólicas que tem se mostrado falho em restringir o acesso de menores a essas duas drogas? Como que será a questão da publicidade?

Eu acho que a sociedade ainda tem que discutir muito todas essas questões e antes dos legisladores levarem a legalização das drogas adiante.

4 comentários:

Bruna Rodrigues disse...

Eu até entendo os dois pontos de vistas, mas não posso dizer que tenho uma opinião formada porque meus argumentos ainda não são sólidos, então ainda to meio que em cima do muro =D

obg pela visita

Daniela Ramalho disse...

teria o benefício de acabar com o flagelo do tráfico de drogas, o que vitimiza muita gente e também dá dinheiro a ganhar a muita gente.
claro que não é uma coisa fácil de implementar e mesmo a holanda recuou na liberalização devido ao turismo apenas destinado ao consumo que se verificava. são assuntos bastante frágeis, mas a liberalização de drogas leves como o haxixe (maconha) parece-me ser bastante básico, pois além de ser uma droga menos prejudicial à saúde comparada com o tabaco, não cria dependência física sendo um bocado excessiva a criminalização do consumo.

p.s - marcelo d2 é mesmo muito bom! boa música brasileira :)

Antonio Araújo disse...

Claro que não resolveria problema algum, pois como você mesmo questionou sobre o local da venda. Pode ter certeza, qualquer birosca venderia. Ou a venda de CD's é ilegal.
Já pensou? Maconha pirata?

Blog do Professor Graciano Arantes disse...

Acho que terá o fora da lei do mesmo jeito.
Incentivará ainda mais o uso dessa que abre portas para outras viagens, nem sempre com passagem de volta.

Gostaria de fazer um elogio ao blog e ao Leonardo Xavier. Adorei este ambiente. Vou fazer um post para você em meu blog. Parabéns cara, você tem futuro!