quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Karma Natalino

Se sempre houve algo que eu nunca gostei foram as festividades de fim de ano. Nada a ver com a corrupção dos verdadeiros valores de natal e das esperanças da renovação do final do ano. Eu acho normal, toda ideologia se corrompe e se as pessoas podem se aproveitar de alguma ingenuidade das pessoas para tirar proveito e lucrar às custas das tradições, pode ter certeza que elas o farão. No entanto, eu acho que eu tenho um desapego especial pelo natal.

Eu não saberia dizer o porquê, mas o natal tem algo meio kârmico para a minha pessoa. Sempre acontece algum pequeno desastre, alguns clássicos provocados pelo meu pai e sua capacidade de não ser hipócrita. Outros por fatalidades da vida, já aconteceu de tudo nos poucos dias que precedem o natal para mim. Desde ser assaltado passando pela infelicidade de ter que comparecer a um funeral de um ente querido.

Se bem que eu lembro que no dia que fui assaltado eu até guardo algumas lembranças cômicas. A história é basicamente essa estávamos saindo com alguns amigos da faculdade para fazer uma confraternização num bar próximo. Quando os ladrões assaltaram a gente na saída do Campus. E eu não exatamente qual de nós teve a idéia de pedir pra ficar com os documentos, enquanto estávamos sendo assaltados, mentira eu lembro que fui eu que tive a idéia apesar de minha irmã ter me dado um sermão por causa disso. Enfim, eu sei que conseguimos sair do assalto sem dinheiro e sem celular, mas com ânimo pra tocar a confraternização. Sei lá, apesar da situação trágica a gente conseguiu se divertir bastante no bar.

No outro caso sinceramente, eu acho que a memória realmente deve ser seletiva. Por que eu me lembro muito pouco de como que se passou o natal. Talvez tudo isso sejam só desculpas minhas. Talvez na verdade o que eu não goste seja mesmo é daqueles rituais tradicionais que se tem que realizar todos os anos repetidamente...

6 comentários:

- sáminina. disse...

pra mim o natal é karmico exatamente por ser capaz de demonstrar a hipocrisia das pessoas (que normalmente fica escondida o ano todo!).
haja paciência !

Paula disse...

Seria karmático ou traumático? risos...
Mas é assim mesmo, as coisas acontecem quando têm que acontecer, so podemos facilitar ou dificultar isso! =oP
Kd vc no meu blog? Esperando seus comentários sempre bem vindos!
Bjs,
Paula

Roger Faria disse...

Bem-vindo ao meu mundo... :D A argamassa da nossa sociedade é a hipocrisia. :D

Moreira disse...

Obrigado pela visita! O natal, hoje, é apenas uma ferramenta do mundo capitalista - mesmo para os que possuem credo em Jesus e toda aquela velha hist´ria.Eu Prefiro o mundo real!

Patrícia disse...

Cara, Leo é muito mentiroso, eu lembro que ele gostava dos porres homéricos de Ponche de Tia Inalda que ele tomava sem falta todo Natal!
Tavendo que você já gostou de Natal um dia!

Leonardo Xavier disse...

Definição do verdadeiro espírito natalino: epóca de comer pra caramba e ganhar um monte de presente!