sábado, 31 de outubro de 2009

A loira do Tchan, ops Uniban!


Depois de ver toda a repercussão na mídia a respeito do caso da “Loira da Uniban”. Eu fico me perguntando em que mundo a gente vive. Em teoria, está lá uma jovem com um vestido um pouco mais curto e todo aquele rebuliço dentro de uma universidade. Sim, a Uniban é uma universidade, e lá está um bando de jovens universitários tendo um comportamento indigno de colegiais. E honestamente, pelos vídeos que repercutiram na mídia, o vestido até que não tinha nada demais. Eu acho que na minha faculdade se uma menina fosse com um vestido daqueles o máximo que ela conseguiria, seriam uns elogios e um monte de admiradores. Jamais uma multidão ensandecida soltando gritos de “Puta”.

Realmente no país do futebol e carnaval com mulheres desfilando somente de tapa sexo e popozudas rebolando em rede nacional nos sábados e domingos a tarde em programas para a “família brasileira”, e todo aquele reboliço por causa de um vestido mais curto. Como se mulheres desfilando com roupas um pouco mais curtas fosse um fenômeno novo, dá pra tirar pela idade da Rita Calhambeque Cadilac e Gretchen que mulheres andando de shortinho, mini saia e micro vestidos não é nenhuma novidade na nossa sociedade. E tudo isto sem contar que estamos num mundo pós-revolução sexual, onde as mulheres tem todas a liberdades do ponto de vista sexual.


Mulher Melancia Loira Uniban

-Esse tipo de traje ainda choca? E olhe que foi difícil achar uma imagem com o figurino tão "composto"!


Indo além do que já foi dito por aí, suponhamos que a tal moça realmente fosse uma prostituta. Eu me pergunto: qual o direito de das pessoas de criticarem a moça e constrangê-la. Cada um vive do jeito que quiser, temos liberdades individuais garantidas e cada um tem direito de fazer suas escolhas. Ou seja, tanto faz se a moça rebolou pra pagar as mensalidades da universidade ou se ela arrumou um emprego convencional, ela tem todo o direito de assistir a suas aulas em paz, sem ter que ser abordada por um bando de maníacos urrando como se fossem animais selvagens.

Enfim, eu me pergunto em que mundo nós vivemos? Será que em breve as garotas necessitarão vestir burqua para ir a universidade?

Nenhum comentário: